Psicologia Positiva – Portal

Mulher feliz

Conheça mais sobre psicologia positiva e como ela pode te auxiliar no dia-a-dia seja pessoalmente ou profissionalmente.

Provavelmente você já ouviu falar sobre psicologia positiva, pois esse termo vem ganhando grande popularidade nos últimos tempos. Trata-se de um novo paradigma para a Psicologia Contemporânea. O termo psicologia positiva engloba o estudo dos aspectos saudáveis do viver.

Contudo, será que você sabe o que realmente estuda a psicologia positiva? Qual é o seu papel no contexto moderno? Continue lendo para ter acesso a mais informações sobre esse campo de estudos da psicologia. 

Psicologia: como ela é aplicada à sociedade?

Antes de falarmos especificamente sobre a psicologia positiva, é importante entender como a psicologia é aplicada na sociedade. No decorrer do século XX, a área de estudo esteve centrada em entender e buscar resolver o que havia de errado com as pessoas.

Dessa forma, tinha como foco analisar e cuidar dos problemas e patologias. A ciência psicológica se desenvolveu e se estruturou muito bem com esse processo. Atualmente, há métodos para diagnosticar e tratar inúmeros transtornos mentais que antes não tinham opções de tratamento. 

No entanto, na década de 1990 foi identificada a existência de uma lacuna no campo da psicologia. Martin Seligman, o então presidente da Associação Americana de Psicologia (APA), identificou os melhores aspectos das pessoas. Assim nasceu a psicologia positiva, cujo foco está no que faz a vida valer a pena. 

Quem é Martin Seligman?

O psicólogo e professor da Universidade da Pensilvânia, Martin Seligman, é considerado como o pai da psicologia positiva. Seligman é o fundador e diretor do Centro de Psicologia Positiva na mesma universidade em que é professor.

Além disso, ele também é autor de livros a respeito da psicologia positiva. Dentre suas obras mais conhecidas podemos citar o “Felicidade Autêntica” em que apresenta como a psicologia positiva pode ser aplicada no dia a dia. 

O psicólogo acredita que a felicidade pode ser cultivada a partir de alguns traços de personalidade que o indivíduo já possua como bondade, generosidade e otimismo. Seligman também vem se dedicando ao estudo de ideias sobre resiliência

Mas, o que é psicologia positiva?

A psicologia positiva estuda as emoções positivas (felicidade, prazer), traços positivos do caráter (sabedoria, criatividade, coragem, cidadania, etc), relacionamentos positivos (amizade, confiança, vínculos afetivos saudáveis) e as instituições positivas (escolas, empresas e comunidades).

Ao contrário da psicologia tradicional, que se foca no estudo e tratamento de distúrbios como a depressão e ansiedade, o novo campo da Psicologia Positiva se propõe a focar mais nas forças do que nas fraquezas. Busca promover mais as qualidades do viver do que reparar o que vai mal.

Não se trata do que conhecemos como pensamento positivo e sim de uma abordagem científica do que torna a vida plena e feliz. Uma característica central da psicologia positiva é que todas suas aplicações são empiricamente testadas e informadas.

É importante destacar que a área não se constitui em apenas mais uma abordagem teórica. Consiste em um movimento científico que engloba pesquisas de estudiosos de todo o globo. As pesquisas desses profissionais visam melhorar a vida do ser humano, levando a comportamentos mais saudáveis e felizes. 

Como funciona a psicologia positiva?

Se toda vez que encontramos uma determinada pessoa, ela nos pergunta sobre o que vai mal é natural que ao vê-la já pensemos sobre o que não está bem. Basicamente, quando perguntamos apenas sobre o que vai mal, temos a tendência de focar somente em aspectos negativos.

No entanto, se encontramos uma pessoa que sempre nos pergunta sobre o que vai bem, a tendência é pensarmos coisas positivas ao vê-la. Isso porque quando focamos no que está bem direcionamos nossos olhares para o campo positivo.

A psicologia positiva propõe que se volte para o que está bem com o indivíduo, de maneira a reforçar esses aspectos. A ideia é sair da busca pelo o que não está bem para reforçar o bem-estar.

Contudo, é fundamental esclarecer que não se trata de ignorar o que não está bem, apenas reforçar o que é positivo. O foco do estudo da psicologia positiva está em como fazer com que as pessoas se sintam mais satisfeitas. 

O foco da psicologia positiva não está naquilo que é disfuncional e traz problemas, mas sim no que funciona bem e está forte. Esse campo de estudo dentro da Psicologia vem chamando atenção não apenas dos acadêmicos, mas das pessoas que desejam se beneficiar desse método. 

Importante!

Precisamos destacar que a psicologia positiva enquanto campo de estudo não ignora os problemas reais das pessoas. Além disso, de forma alguma contradiz os ramos tradicionais da psicologia. 

Esse adendo é importante porque o objetivo desse campo é contribuir para o bem-estar das pessoas e não lhes negar auxílio com problemas verdadeiros. Inclusive, pode ser bastante positivo aliar os ramos tradicionais com a psicologia positiva. 

Psicologia Positiva: elementos para uma vida plena

A Psicologia Positiva não trabalha sobre os problemas das pessoas e como remediá-los, ela busca compreender a ciência e a anatomia da felicidade, das experiências positivas, do otimismo e do altruísmo. Ela aponta para uma visão de que a saúde psicológica é muito mais do que a ausência de sintomas.

De acordo com essa visão, uma vida plena inclui:

Satisfação

Viver com alegria, felicidade e prazer. Ter emoções positivas que são essenciais para o bem-estar. Trata-se basicamente de conseguir encarar o passado com alegria, ter esperança no futuro e viver o presente. 

Engajamento

Viver o melhor de si. Usar as próprias forças e virtudes do caráter. O engajamento consiste em conseguir focar totalmente no que está fazendo no momento presente. É entrar no chamado Estado de Flow. 

Sentido

Encontrar um sentido na vida. (Missão, visão e Valores). O sentido pode estar em participar de movimentos em prol de causas sociais, uma religião, uma atividade, entre outros. 

Relacionamentos

Ter relacionamentos saudáveis, com vínculo e apoio mútuo. O ser humano é um ser sociável e uma parte importante do seu bem-estar é construir relações saudáveis e amistosas.

Realizações

Sentir-se vitorioso. Estar realizado é sentir que venceu e conquistou algo que lhe traz orgulho hoje e que será motivo de alegria amanhã. 

Gostou de saber mais sobre a psicologia positiva? Comente abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC – Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.



LINK DA FONTE

Rolar para cima